sábado, 4 de abril de 2015

A Páscoa em outros países


Bélgica e na França: os sinos não são tocados entre a Sexta-feira da Paixão e o Domingo de Páscoa por causa de uma lenda que diz que eles voam até Roma e quando voltam deixam cair ovos para todos. As crianças produzem ninhos de palha, na esperança de que o coelho deixe muitos ovos.

Bulgária: após a missa da Quinta-feira Santa, pintam-se ovos cozidos e fazem-se pães pascais. Os pães e os ovos são abençoados. Cada um da família pega um ovo e bate nos ovos dos outros; aquele que ficar com o ovo inteiro terá sorte durante o ano.

China: no mesmo período da Páscoa, os chineses comemoram o "Ching Ming". Nessa época, eles visitam os túmulos dos ancestrais e deixam oferendas para eles, como forma de satisfazê-los em relação aos seus descendentes.

Estados Unidos: americanos costumam esconder ovos cozidos, decorados com tintas, pela casa, para que seus filhos os encontrem. Algumas cidades fazem a "caça aos ovos" em praça pública.

Espanha: alguns espanhóis se reúnem no Sábado de Aleluia para malhar ou queimar o boneco que representa Judas. Na Índia, nesta época, a população dança, toca flautas e faz comidas especiais para receber os amigos. É comum que o dono da casa marque a testa dos convidados com um pó colorido.

Rússia: a tradição dos ovos coloridos também é forte.

Suécia: as crianças fantasiam-se de bruxas, na Quinta-feira Santa ou na véspera da Páscoa, e visitam seus vizinhos. Deixam cartões decorados para conseguirem doces ou dinheiro, como fazem os americanos no Halloween.

Nenhum comentário:

Postar um comentário